27/08/2012

de de

Adriana Brazil - Outono de Sonhos


                Primeiramente queria dizer, que estou fascinada pelos novos talentos brasileiros, eles estão criando um mundo encantador. Muitas vezes fico sem palavra para falar do livro, e minhas resenhas não estão chegando perto da atmosfera que o livro possui. No livro Outono de sonhos iremos conhecer a história de Helen é uma menina de 19 anos, muito bonita, delicada, muito família, é bem diferente das meninas de sua idade, tem vários preceitos, é uma menina cristã. Mora em Santa Catarina, e conseguiu entrar na faculdade que ela tanto queria UFSC, para letras.
                O sonho dela é se tornar uma escritora. Ao chegar à faculdade ela logo faz amizade com Sarah, que acaba se tornando uma de suas melhores amigas, e com Evelyn uma menina muito engraçada. Ela também será amiga de Diego, Karen e Álex.
                Na faculdade os professores vão perceber o talento de Helen, e vão a chamar para continuar um projeto que eles decidiram encerrar, que era a história do  príncipe e a plebeia, pois o autor Andrew não pode continuar depois que sofreu um acidente. Então Helen, aceita continuar essa história, e começa a ler  os capítulos anteriores de Andrew para poder dar continuidade ao projeto dele, e com isso ela acaba se apaixonando por ele, sem ao menos conhecê-lo.  E ela ficará curiosa para saber quem é o escritor daquelas histórias fantásticas, e vai querer de qualquer jeito conhecê-lo.
                O que dizer desse livro? Maravilhoso, encantador, super fofo, eu não consegui desprender do livro até chegar à última página, achei Andrew super fofo, me apaixonei por ele rs, os amigos dele me conquistaram por tudo que fizeram, Richard e Alan são os melhores amigos de Andrew, eles são grandes amigos, aqueles que estão nos momentos felizes e tristes.
                Eu super recomendo o livro, é de fácil entendimento, de leitura rápida, me apaixonei pelo livro. A Adriana me encantou com a sua escrita, fez com que eu ficasse com aquele risinho bobo, de tão fofo que o livro é, fez com que eu sorrisse com algumas cenas engraçadas, teve uma cenas que me deu vontade de chorar. Foi uma mistura de emoções. “O amor não se explica, se vive”. Nesse  livro podemos ver a força de uma amizade, a força do amor, que com ele podemos superar tudo, e podemos ter o ânimo de viver.

Editora: Novo Século
Páginas: 355

24/08/2012

de de

Entrevista: Brasilino Júnnior

 
Brasilino Júnnior, nasceu em Pedreiras (MA), no dia 14 de março (Dia Nacional da Poesia), mas reside atualmente na capital São Luís. Há 9 anos atrás escreveu seu 1º poema e não parou mais. Tem um estilo original e criativo de escrever seus versos sobre vários temas. Sem um livro publicado, já recebeu elogios e aplausos de quem já ouviu ou leu sua arte. Mantém um blog de memórias (diarioliterariodeumpoeta.blogspot.com) e um de histórias e entrevistas (historiasdepoesias.blogspot.com) e seu twitter é @Brjr_poesias.

1)      Quando você descobriu que gostava de escrever?
                              Desde o início, aos 6 anos de idade, quando aprendi a escrever no Pré-Escolar com duas professoras, sendo que uma delas é minha irmã! De lá pra cá, já gastei muitos lápis e tintas de canetas em meus cadernos e nos cadernos dos outros, quando não havia mais folhas limpas nos meus. Gosto de escrever hoje tanto com naquela época! A diferença do tempo que aprendi a escrever e ler as palavras pra hoje, é que naquele ano, antes da 1ª série, eu só repetia meu nome completo uma boa parte do dia num caderno, preenchendo todas as linhas das folhas. Com o tempo, vi que a arte de escrever no papel não era só coisa de escola e tinha um sonho de trabalhar com aquilo que eu gostava de fazer, mesmo sem saber bem o quê.  Meu irmão mais novo, falou comigo brincando uma vez que, se eu ganhasse a cada palavra que eu escrevesse no papel R$ 0,10, eu hoje estaria rico (risos)! Realmente, eu escrevo muito. Mesmo em tom de brincadeira, ele percebeu isso!
2     2) Quem lhe inspirou para você escrever seus poemas?
                              Bem, eu iniciei na poesia aos 19 anos. E foi num período pessoal bem difícil, de solidão, mudanças, descobertas. Minha vida tinha dado uma guinada radical. Afinal, eu não era mais criança nem adolescente e tinha que lidar com as realidades do mundo adulto. Com a perda de muitas coisas boas que eu gostava de fazer, como estar com os amigos e jogar futebol, eu me vi ali somente com a música, a leitura e a escrita. Passava uma boa parte do dia na companhia desses três e foi então nessa época que voltei a escrever, porque dos 13 aos 16 eu fazia minhas próprias composições musicais. Comecei apenas desabafando no papel aquela fase. Só que aqueles textos vinham mais maduros, mais criativos e recheado de rimas. Então, como eu não sabia mais musicá-los, eu batizei aquilo de poesia. Logo, eu fui meu primeiro muso inspirador (risos)! Achei que com o fim daquela fase chata de “bem-vindo ao mundo adulto!” as rimas também iriam junto. Eu não me via como um poeta de” p” maiúsculo, sabe? Eu apenas escrevia pra mim e sobre mim. Mas cada vez mais eu escrevia e antes de entrar na casa dos 20, onde ainda estou, eu já tinha três cadernos pequenos praticamente cheios de poemas. Em menos de 10 anos já perdi a conta de quantos já escrevi, mas tenho um repertório bom de temas: crítica social, amizade, amor, Deus, crianças, natureza, questões raciais, futebol, música, a própria arte de escrever, e claro, as mulheres! Basicamente são estas pautas que inspiram as minhas criações.    
3     3)  Você pretende um dia publicar um livro?
                  Sim, claro! Quero muito chegar neste dia. É no que eu tenho trabalho nisso ultimamente. Já tem título e tudo. Já escolhi a pouco tempo as poesias que farão parte dele, a ordem também de cada uma… A capa ficará por conta de um artista plástico que se ofereceu pra criá-la. Tenho em mente que deve ser uma coisa bem elaborada, porque uma obra de arte é pra sempre. Então, tem que sair o mais perfeito possível! E é um sonho não apenas meu, passou a ser de muita gente que já os leu. As pessoas me cobram muito, mas poucos sabem da dificuldade que é publicar um. Ainda mais de forma independente, que segue a linha de raciocínio que eu acredito dentro do mercado editorial. Mas, no tempo certo ele sairá. Deus sabe a hora certa do sonho virar realidade!      
4      4) Qual é o seu maior sonho?
                              Depois de publicar este meu primeiro livro, quero vender em todos os estados brasileiros para que ele possa chegar ao maior número possivel de pessoas. Nas feiras, escolas, faculdades, residências, nas ruas mesmo. Não importa, onde tiver o menor sinal de civilização eu quero chegar lá e mostrar meus versos. Quero atingir todas as idades. Minha poesia não tem um público-alvo!
5     5)  Sua família lhe incentiva a escrever?
                              Acho que o maior incentivo que recebi deles foi a educação. Tanto a educação escolar como a educação familiar. Eles são a base de tudo. Afinal, eles que me matricularam na escola, me levavam quando eu criança, investiram em mim na compra de cada objeto do material escolar. E em casa também foi fundamental, no ensino das lições de casa, nos assuntos das provas… Eu costumo pensar que a maior herança que recebi da escola foram estas duas ferramentas: a leitura e a escrita. E eu não chegaria na literatura se não fosse todo o incentivo da família. Agora falando especificamente das poesias que escrevo, meus pais, irmãos (as) e sobrinhos (as) continuam me tratando do mesmo jeito de sempre. Não mudou nada. Lá casa continuo sendo igual a todos, não tem essa de tratamento VIP. Isso que eu acho bacana neles, porque já ouviram muitos elogios a meu respeito e eles não se deslumbraram. Não que eu quisesse, pois eu também continuo com os pés no chão. Tanto que pretendo  ser outra coisa além de escritor de versos. Não só porque viver de livros no Brasil é difícil, mas porque eu tenho potencial pra ser o que eu quiser!
       6) Você tem ou já teve uma musa inspiradora?
                              Já cheguei a escrever quase 20 poesias pra uma mesma menina lá nos meus 19 anos, acredita? Juntei todas elas e mais uns textos e dei pra ela ler. Como se fosse um livro mesmo, com título, citações e ilustrações. Tudo feito por mim. Mas ela estava mais empolgada com uma viagem que ela faria, do que comigo. Antes de viajar, ela me devolveu com um simples “gostei muito” bem reticente. Sem nenhuma exclamação! (risos)! Hoje eu superei esta frustração e é uma pena que não foi a única que tive. Já tive outras. Ser poeta é sofrer também, senão não é poeta! E sem esses sentimentos que surgem nestes períodos (antes, durante e após) eu não me inspiraria. Por isso, eu não me entristeço quando lembro dessas relações que não deram certo. Pois sem elas eu não escrevia tantos versos, que hoje encantam muitos caras que se viram na mesma situação. E muitos versos rejeitados por algumas meninas eu acabei conquistando outras. Sem mentir, claro! Nunca usei uma poesia que eu tenha feito pra uma menina e disse pra outra que eu acabara de conhecer que ela foi a minha inspiração naquele poema. Hoje é engraçado: São elas que me pedem uma poesia quando lêem alguma que tenha como título algum nome feminino. Isso é bom por um lado, que é o lado profissional. Se elas vêm até a mim, é sinal de que gostaram do que leram. Mas, o lado negativo é que elas esquecem que por trás da caneta tem um ser humano sujeito a todos os sentimentos. Esse é um dilema, mas acredito tirar de letra, com o perdão do trocadilho (risos). Quando conheço alguém nem falo da minha arte. Elas ficam sabendo depois por outras pessoas. Mas, de todas as meninas/mulheres que me inspiraram uma poesia, sendo elas com o seu nome como título ou não, eu tenho um orgulho de especificamente dois: um que fiz pra minha mãe Maria Augusta, em 2008, um dia antes do aniversário dela e em 2010 escrevi Um Poema Para Isabelle, minha sobrinha de quase três anos, mas que na época que me inspirei ela tinha apenas seis meses de vida. Ou seja, nos degraus da família, uma é o início de tudo e a outra é o capítulo mais recente. Este ano eu dei uma cópia pra minha mãe do poema digitado, já que ela só tinha ele com a minha letra, e ela chorou depois que leu. Já a Isabelle, nem sabe ler e já é a musa de uma poesia. Vai demorar um tempo pra ela entender…        

7      7) Como você se sente quando está escrevendo?  
                  É uma sensação muito boa! Só de estar com um papel em branco e uma caneta por si só já é prazeroso pra mim. Imagina então colocar suas verdades naquele papel, ser autor da sua própria história? A cada nova inspiração é como se fosse a primeira vez: A sensação de liberdade no peito, o jogo de palavras rimadas, um grito apriosionado que ganha asas, o alívio do desabafo, um verso que chega inesperado, mas que ali tem seu lugar… E quando eu concluo cada poesia, tenho a sensação de dever cumprido. Pois sinto que é minha obrigação e dever botar pra fora estas emoções que a apartir dali irá conquistar corações!    

    

de de

Mariana Mello - Lembre-se de Morrer

Lembre-se de Morrer
                Selina está prestes a se formar como guardiã, e recebe como missão, cuidar de uma alma dividida um fracti, a seu ver é uma missão fracassada. Nessa missão ela vai contar com ajuda de Arish, um coletor de almas. Juntos eles vão se tornar guardiões de Lucian um menino, que foi consumido por sua tristeza, após perde seus pais e sua mãe, e acabou se tornando um menino suicida.
                Mas para deixar a vida de Lucian mais colorida vai aparecer Agnes, uma menina muito alegre, que vai fazer com que Lucian saia um pouco de sua depressão. Juntos vão descobrir o poder de um grande amor, e vai sempre um salvar o outro. Vendo que Lucian fica feliz ao lado de Agnes, Selina não vai poupar esforços pra unir esse jovem casal.
                Arish e Selina também vão acabar se envolvendo, sendo que o amor deles é proibido pois ela é de Saraph e ele de Damon, e quando um Saphar e Daimon ficam juntos, e tem um filho, geram um fracti. Um fracti no mundo de Arish e Selina isso é proibido.
                O que falar desse livro? Surpreendente, magnifico, a autora conseguiu prender a minha atenção, o livro é muito bom, a estória é fantástica, não tinha como não torce para que Arish e Selina ficassem juntos, eles eram muito fofo, a Selina é uma menina super inocente, muito fofa. Também não tinha como não torce por Lucian e Agnes, dava para perceber o amor deles.
                Eu amei o livro, pena que ainda ele não publicado, pois não tem editora, mas eu super recomendo, e estou louca que a autora escreva logo a continuação. O livro tá de Parabéns, a Mariana criou um mundo fantástico. E ela teve a ajuda da irmã dela para criar a personagem Selina.

Páginas: 520
Editora: Modo

21/08/2012

de de

Marcelo Lima - Mannequim


No livro mannequim conhecemos a história de Anne, uma menina que está decidida a se tornar a nova garota mannequim, e nesse concurso ela disputará com sua ex-amiga, agora inimiga Stacy Donavan.
E nesse mesmo concurso ela conhecerá Noah uma modelo, super gato, que parece está super afim dela, e tem o seu melhor amigo Jim, cantor de uma banda de rock, que sempre foi apaixonado por ela, e enfim decide se declarar.
Até que Anne descobre que tem alguém tentando mata-la, e de uma forma bem estranha ela acaba conhecendo Uriel, um fotografo muito lindo e fofo.
O  que eu posso falar desse livro? Encantador, divertido, bem escrito, diferente de tudo aquilo que já li. O autor conseguiu prender minha atenção, não consigui largar até chegar a última página.
A príncipio eu enrolei muito para ler o livro, por ser em PDF, e acabou não chamando muita atenção, mas sabe me arrependi muito, por não ter lido antes, e fiquei um um gosto de quero mais, quando acabei de ler.
O escritor escreve muito bem, pegou um pouco da realidade, dessas meninas que querem entrar no mundo da moda. O livro é romântico, possui um pouco de mistério, fala de amizade nesse meio tão concorrido que é o mundo da moda. Eu super recomendo esse livro.

Editora: Modo
Páginas: 172

14/08/2012

de de

Lagoena


          No dia 4 de outubro estreou a série literária Lagoena, no site BookSérie (www.bookserie.com.br). A obra de ficção fantástica publicado em formato de série virtual é o primeiro romance da autora Laísa C., influenciada pelas obras clássicas de fantasia, contos de fadas e lendas locais que conhecia desde criança esboçou os primeiros capítulos da obra com o intuito de apresentar aos leitores uma idéia original e mágica como encontrou em tantos outros autores que admira.
      Lagoena é apresentada ao leitor por temporadas e episódios. A primeira temporada intitulada A Terra Secreta tem 14 episódios completos, a segunda, A Pequena Guardiã, estreou dia 7 de fevereiro. Hoje, a série virtual tem duas temporadas expostas na íntegra. O site BookSérie disponibiliza um episódio por dia para leitura que é online e totalmente gratuita.

 Conheça a sinopse da obra:
 “Rheita era a única neta de um joalheiro falido. Seu pai havia desaparecido antes da menina nascer e sua mãe falecera no parto quando lhe dera à luz. Morava num país pequeno e isolado, muito ao norte, conhecido como Reino do Vinagre, numa época em que os lampiões ainda iluminavam as ruas de tijolos.
      Ainda em luto e rancoroso, Dordi Gornef, o velho joalheiro, por 10 anos mantinha em segredo uma grande descoberta: o significado da marca de um S que Rheita carregava na palma da mão. A menina, desde recém nascida, fora educada a usar uma luva na mão direita, para esconder um suposto defeito de nascença dos olhares curiosos...
      Porém, num certo dia, os esforços do joalheiro para manter o segredo não foram mais úteis. Rheita, que se tornou uma menina muito curiosa e inteligente, acabou encontrando um misterioso Mapa Mágico no abandonado quarto da falecida mãe e desde estão resolveu descobrir o que ele escondia, pois suspeitava que o desaparecimento do pai houvesse relação com o artefato mágico. A partir desse momento, sua vida fica totalmente ligada a ele e através de um chamado do destino Rheita e seu mais novo amigo, Kiel, embarcam numa aventura repleta de segredos ainda maiores, para além de outro mundo, para LAGOENA, A Terra Secreta que corre um grande risco de não mais existir, cabendo à menina salvá-la e proteger o tesouro do mapa da cobiça de um imperador amaldiçoado.”

13/08/2012

de de

Laçamento da Editora Novo Século


                Gente, a editora Novo Século está com um novo lançamento, Simplesmente Morto do Peter James, a editora estava me mandando algumas e-mail com pequenas dicas do livro, e eu não entendia nada, enfim a minha curiosidade foi saciada. 

Sinopse:
Michael Harrison tinha tudo: boa aparência, charme, espírito de liderança, ótimo senso de humor e agora também Ashley, sua noiva. Mas depois de uma festa com um grupo de amigos, algumas noites antes de seu casamento, Michael se vê preso em um caixão. Com ele, nada além de uma lanterna, uma revista velha, um walkie-talkie e um canudo para respirar. Tudo deveria ser apenas brincadeira – Michael estava levando o troco pelas pegadinhas que sempre fizera com seus amigos –, pelo menos até eles morrerem bêbados em um acidente de carro, alguns momentos após deixarem Michael completamente sozinho e enterrado vivo. O detetive-superintendente Grace – ele próprio lidando com a dor de perder sua mulher – é conduzido ao caso quando Ashley reporta o desaparecimento de Michael. 
Suspeitas são levantadas quando o único amigo de Michael que não estava presente na despedida de solteiro se recusa a cooperar, e a fidelidade de Ashley – sem mencionar seu misterioso passado – é algo que o detetive deve agora responder.


de de

Nanda Meireles - Aqueça meu Coração


                               Conta a história de Raquel é um menina prestes há completar 18 anos, que está no último ano do ensino médio, vive no Rio de Janeiro – Baixada Fluminense, o sonho dela é ver a neve rs, mora com seu pai (pai de criação), pois sua mãe engravidou aos 16 anos, só que o cara fugiu, foi quando ela conheceu o Carlos, e ele decidiu assumir a criança, só que houve um acidente e sua mãe acabou por falecer. E depois disso, o Carlos continuou a querer assumir a paternidade, e cuidou dela como um pai cuidaria de uma filha.
                             Mas a vida de Raquel está prestes a mudar, seu pai foi promovido, e ela terá que se mudar pra Porto Alegre. Morar em uma nova casa, estudar em uma nova escola, tudo isso praticamente no meio do ano e ainda por cima ficar longe de suas melhores amiga Carina e Rê, e ela ainda ganha uma bolsa em uma das mais conceituadas escolas. Chegando lá ela acaba fazendo amizade com seu vizinho Pedro, que estuda na mesma escola que ela, pena que não é na mesma sala. Ela também faz amizade com Fábio e Luana.
                          Mas quem diria que um dia ela sentir aquele sentimento que sua amiga Carina vive descrevendo, e quem faz o coração de Raquel bater mais rápido e o Alberto, mas conhecido como Beto, e ele tem uma namorada Camila (para complicar a situação), mas parece que Beto está sentindo a mesma coisa.
                        Bom esse é o segundo livro da Nanda Meireles que eu tenho a oportunidade de ler, e eu estou amando, é um livro super fofo, a autora sabe prender a sua atenção em cada página, não querendo largar de jeito nenhum. O livro é de rápida leitura, e de fácil entendimento e eu super mega recomendo.

Para comprar o livro clique aqui

Editora: Modo
Páginas: 187

10/08/2012

de de

Promoção que a autoras está fazendo



Regras da Promoção.

Mesmo com a promoção das resenhas rolando decidimos cativar nossos incríveis leitores
ou novos leitores, para isso nada melhor que uma promoção exclusiva!

Serão 2 kits
kit 1 - 1 exemplar do livro, colar e sacola
kit 2 - colar e anel

Totali
zando 10 kits! (5 de cada)

Para concorrer é fácil, basta:
- Ter endereço de entrega no Brasil;
- Estar curtindo a fã page Entre Dois Mundos;
- Compartilhar este artigo;
- Fazer com que 1 novo amigo curta a fã page;
- Comentar este artigo com o nome do amigo que JÁ TENHA CURTIDO (comentários chamando
 amigo ou com nome de 2 ou mais serão desqualificados).

Informações adicionais:
Os sorteios serão feitos pelo site RANDOM.ORG cada comentário receberá um número que vai de 1 a x, sendo x o número máximo de comentários.
Serão feitos 3 sorteios por semana.
de de

Bienal de São Paulo


09/08/2012

de de

Mariana Mello - Beijos e Batom


                    Beatriz é uma menina de 16 anos, super mega popular, e muito linda.
                Daniel é um menino de 15 para 16 anos, popular na escola, lindo, várias meninas são loucas por ele, mas nem sempre foi assim.
                Gustavo irmão gêmeo de Beatriz, mas completamente diferente de sua irmã, é melhor amigo de Daniel.
                Daniel e Beatriz acabam se apaixonado, sendo que Daniel prometeu ao seu melhor amigo, que não ficaria com Beatriz, é quando Daniel decide namorar Sabrina, para tentar esquecer Beatriz uma missão praticamente impossível. Beatriz fica muito chateada por Daniel começar a namorar, e decide arrumar um namorado, é quando Yuri um menino nerd, começa aparecer na vida de Beatriz.
                Achei o livro muito lindo, e que tem a realidade de alguns jovens dessa idade, no livro tem cenas muito fofas, a autora conseguiu prende a minha atenção do começo ao fim, eu não queria largar o livro, estava louca pra saber o que aconteceria no final, e amei. E eu super recomendo esse livro.

Editora: Modo
Páginas: 282

03/08/2012

de de

Laçamentos da Novo Século

Não leia se você for... 1. Minha irmã mal-humorada, Délia; 2. Marcos Meldrew (que é um idiota); 3. a Sra. Worthington, que tem um bigode (é complicado não OLHAR). Eu sou Tom Gates. Quando os professores não estão com seus OLHARES MALIGNOS em mim, eu gosto de desenhar e pensar em formas de incomodar a Délia. Meus professores acham que eu me distraio fácil e que tenho “falta de concentração”. O que é um pouco exagerado, já que agora mesmo estou MUITO concentrado em qual biscoito devo comer primeiro... hmmm. 


 Duas extremidades: Deus e Diabo. Entre eles, um homem. E uma história – ou duas – contada de maneira original. De um lado, despojada, bem-humorada. De outro, cruel, forte. É um livro engraçado? É. É um livro de suspense e terror? É. Bendito Maldito é o retrato de como a vida de uma pessoa pode ser diferente dependendo do lado que ela escolher. Deusidário é o persoagem principal de Bendito. Um homem que, após passar por di¬ficuldades, resolve vender a alma para o Diabo. O Diabo, claro, fecha o negócio mas impõe uma condição:só pagará ao dono da alma se este cumprir seus 10 mandamentos. O Diabo, a¬final, não aceita almas boas. Contudo, o inesperado acontece: a alma boa de Deusidário aparece para tentar impedir que ele cumpra os 10 mandamentos do Diabo, efetivando, assim, a venda. A partir desse momento, Bendito entra num ritmo alucinante e engraçado atingindo um clímax ¬final inusitado. Será que a alma boa vai impedir que Deusidário seja mau? E qual será o verdadeiro ¬final para quem é bom? Maldito conta a história abordando justamente o ponto de vista da maldade. Dominado pelo mal, Deusidário comete atrocidades em nome do Diabo. E tem um objetivo: matar 666 pessoas, de preferência, mulheres. É uma narrativa alucinante e cheia de suspense, capaz de deixar o leitor apavorado. E capaz de nos fazer questionar: como seríamos se nossa alma fosse má? Qual será o verdadeiro final para quem é mau?


O segredo foi descoberto: a Líder de Torcida Olivia e a vampira Ivy são irmãs gêmeas. Agora que Ivy e Olivia já disseram a seus amigos que são gêmeas, elas deverão contar toda a verdade para os seus pais adotivos. Mas o pai de Ivy não quer conhecer Olivia! Quando os oficiais vampiros descobrem que Olivia sabe a verdade sobre os vampiros, eles exigem que ela passe por três testes para saberem se é digna de compartilhar esse segredo. Ihh! Uma coisa é certa – se as irmãs conseguirem passar por isso, elas conseguirão passar por qualquer coisa!

Ivy e Olivia não podem se separar novamente! Mesmo que as irmãs gêmeas Ivy e Olivia, separadas no nascimento, tenham se encontrado somente há poucos meses, elas não conseguem imaginar uma vida separadas. Mas o Sr. Vega decidiu mudar para a Europa – e levará Ivy com ele! Oh não! Com o otimismo da líder de torcida Olivia e com a inteligência da vampira Ivy, elas estão determinadas a realizar um plano para manter Ivy e seu pai em Franklin Grove. Mas o que seria?


Num determinado período, entidades discutem sobre o destino da humanidade. Devir Indefinido representa um mundo dominado pela técnica, acreditando que, em uma nova Era, seremos a personificação de uma espécie de Deus-máquina, dotados de sentidos ciberneticamente calculados. Por outro lado, o Ser-Mito-humano, gênio de uma antiga forma de vida, defende uma época repleta de valores ideológicos e dogmáticos. Este constante diálogo meta-ficcional nos leva a acompanhar o surgimento do primeiro experimento de um transumano: Devin 1, uma criatura matematicamente perfeita, capaz de ler mentes, controlar indivíduos e se adaptar com facilidade. Humano, obsoleto humano propõe um cenário perturbante, dando voz a personagens visionários e, por isso, enigmáticos. Dualidades como homem e máquina ou matéria e espírito se fazem presentes, num discurso científico filosófico e muitas vezes poético. Será que nos tornaremos verdadeiros homens-máquinas?

Neste primeiro livro da Trilogia Olhares, somos apresentados à Fazenda Filó, aos seus moradores, e à pequena cidade de Kerexú, no interior do Mato Grosso do Sul. É com esse cenário bucólico que Eva dos Anjos se depara ao ser acolhida por Margarete Ribeiro em sua fazenda. Dona Margô, como é carinhosamente chamada, se encanta pela menina envolta em mistérios, grávida e nitidamente em fuga. Eva conquista a todos com seu jeito meigo e amoroso e torna-se parte da família. Mesmo vivendo reclusa, relutando em libertar-se do passado, ela constrói a vida que sempre desejou e cria seu filho em um ambiente protegido. Aos poucos, vai se sentindo mais segura, até que a sensação de paz é abalada por desconfianças. Desconhecendo as surpresas que o destino ainda lhe reserva, Eva descobre sensações que nem imaginava existir, enquanto o passado que acreditava ter deixado para trás vai ao seu encontro.

 Este livro existe por causa das suas personagens. Foram elas que primeiro desejaram um encontro com você, leitor. São profundamente humanas. Cada conto, deste livro, reflete não apenas a personalidade de um indivíduo único, como também o seu próprio estilo de escrever e narrar os acontecimentos. São seres humanos tocantes, vivendo difi¬culdades que nos obrigam a amá-los ou odiá-los. Eles não nos deixam sair ilesos da leitura. Você será obrigado a se perguntar: Eu faria a mesma coisa? Seria capaz de perdoá-los? Elaborado a partir de uma nova forma de escrita e estilo – levando a um estilhaçamento do gênero épico –, Memória Impura é mais que um livro cujos contos se passam na Antiguidade, ele é a própria revelação do humano, dos seus desejos, de suas culpas e de seus gestos tortuosos para dar uma resposta para a vida. Numa fusão única entre lirismo, sensibilidade, violência e paixão, essas personagens aqui fechadas, aguardando serem liberadas para o seu mundo imaginário, irão falar sobre si. Entretanto, dirão muito mais sobre você. Liberte-as, elas anseiam por seu acolhimento, cumplicidade e absolvição. Encontre-as, encontre-se.


A busca ao Espírito do Bem chega ao fim. O grupo de campistas liderados por Magnum se vê cada vez mais próximo de reunir todas as Armas Sagradas. Enquanto isso, Phantomas se aproxima rapidamente da localização dos heróis, colocando-os em constante xeque. A aventura iniciada no tranquilo acampamento, chega a proporções inimagináveis. O Bem e o Mal se encontram com toda força no emocionante volume final de Cidade das Trevas.

de de

Laçamentos da Novo Século

Alguma vez você já quis saber como é ser imortal? Partir em jornadas pela noite, perseguindo vampiros que transformam humanos em presas fáceis? Possuir riqueza e poder infinitos? Essa é a minha existência, e ela é obscura e perigosa. Sou herói para milhares, mas não sou conhecido por ninguém. E eu adoro cada segundo disso! Ao menos era o que eu pensava até a noite em que acordei algemado ao meu pior pesadelo: uma mulher certinha, usando uma blusa de botão. Ou, no caso de Amanda, uma blusa abotoada até o queixo. Ela é inteligente, sexy, espirituosa e não quer nem saber do mundo sobrenatural – em outras palavras, de mim. Minha atração por Amanda Devereaux vai contra tudo em que acredito. Sem contar que, da última vez que me apaixonei, isso custou não só minha vida humana, mas também minha própria alma. Ainda assim, toda vez que olho para ela, me pego querendo tentar outra vez. Querendo acreditar que amor e lealdade existem. Ainda mais perturbador que isso: me pego imaginando se há alguma maneira de uma mulher como Amanda amar um homem cujas cicatrizes de batalhas são tão profundas, e cujo coração foi dani¬cado por uma traição tão selvagem, que ele já não sabe se baterá de novo.


“Um romance não apenas impressionante, mas cativante... O Vale do Issa tem a sensualidade e a intuitividade associadas a romances que são aparentemente inspirados pelas lembranças de infância dos próprios autores: David Copper¬eld e The Mill on the Floss vêm à mente.” Michael Irwin, Suplemento Literário do The Times Thomas, o protagonista-criança de O Vale do Issa, está sujeito tanto às contradições da natureza neste severo cenário do norte, como ao timbre às vezes encantador, às vezes brutal, da vida na vila. Há ¬florestas densas de pinheiros e abetos, o tetraz e o veado e a arma do caçador. Há Madalena, a bela amante do padre da vila, cujo suicídio libera seu fantasma para assombrar a paróquia. Há também os carinhosos avós com quem Thomas vive e que proporcionam um equilíbrio aos demônios não tão “dostoievskianos” que visitam os aldeões. No final, Thomas é arrancado de sua infância e do rio Issa, e sai preparado para aventuras além do seu vale. Poético e ricamente imaginativo, O Vale do Issa é um belo trabalho de ficção deste grande poeta da literatura mundial.'


 Virgulino Lampião é o personagem central das memórias de um velho padre do interior da Paraíba. Quando uma reportagem da Folha de São Paulo levanta a suspeita de Lampião ter vivido até 1993 em Minas Gerais, o narrador relata seu encontro com o Rei do Cangaço, revelando detalhes da vida e do caráter da -gura lendária. E uma carta de Lampião, recebida há quase sessenta anos, é a sua última chance de encontrar respostas para alguns mistérios que circundam a história do cangaceiro. Personagens e relatos, como os contados nos versos de Zé Limeira, dão vida ao enredo envolvente de Vaidade, poeira e vento, numa cativante mistura de ¬ficção e realidade. Aliás, para quem não conhece “O Poeta do Absurdo” e outros repentistas, eis aqui uma boa oportunidade! E para quem não entende Lampião, este é um convite a uma verdadeira viagem ao coração do controverso bandido, que dividiu opiniões no nordeste do Brasil.

Olhe ao redor, porque a vida é muito mais do que só conflitos Qual é a relação entre uma árvore e um cachorro, ou entre uma galinha e uma casa? Animais ou objetos, todos ao seu modo nos ajudam no entendimento das relações. Conflitos eventuais ou esperados mostram que, em algum momento, a humanidade, o desprezo e a animosidade podem estar nas mesmas situações. Objetos fará com que você, leitor, compreenda essas simples e, muitas vezes, complexas relações.


 SEGUNDO LIVRO DA INCRÍVEL TRILOGIA DARKEST POWERS, DESPERTAR É MAIS UMA EMOCIONANTE E ENVOLVENTE HISTÓRIA DA AUTORA BEST-SELLER KELLEY ARMSTRONG. Chloe Summers era uma adolescente comum. Ou pelo menos ela achava que era, até descobrir uma terrível verdade. Geneticamente modificada por um sinistro time de cientistas conhecido como Grupo Edison, Chloe poderia até ser considerada uma aberração: ela é uma poderosa necromante, capaz de ver fantasmas e até de invocar os mortos, o que geralmente traz perigosas consequências. Agora, seus poderes cada vez mais fortes surgem como uma ameaça aos membros do Grupo Edison, que então resolvem dar um fim a seus experimentos – permanentemente. Chloe é lançada em uma corrida por sua própria vida, acompanhada por outros três adolescentes superdotados: um charmoso feiticeiro, um problemático lobisomem e uma bruxa jovem e temperamental. Juntos, eles têm a chance de conseguir sua liberdade. Mas será que Chloe pode confiar em seus novos amigos?


ELETRIZANTE FINAL DA TRILOGIA DARKEST POWERS, DA AUTORA BEST-SELLER KELLEY ARMSTRONG Meu nome é Chloe Saunders, tenho quinze anos e daria tudo para ser uma garota normal. Mas “normal” é algo que eu já não posso ser. Chloe Saunders é uma necromante. Geneticamente modificada, tem o poder de invocar os mortos, ainda que nem sempre o faça de propósito. Ela e seus amigos superdotados têm de correr por suas próprias vidas, fugindo de uma corporação maligna, a mesma que os dotou de superpoderes (ou seria melhor dizer a que os “amaldiçoou”?). Como se isso já não bastasse, Chloe luta com seus sentimentos por Simon, um feiticeiro de temperamento doce, e por seu irmão Derek, um lobisomem de temperamento, digamos, nada doce. E ela tem uma estranha sensação de que tende mais para o lobisomem… É. Definitivamente, nada normal.



de de

Vanessa Martinelli - Amigos Inimigos


                Maria e Jack eram amigos quando crianças, mas quando foram crescendo a amizade acabou. Maria sente antipatia de Jack, por ele ser brincalhão, tudo pra ele é motivo de piada, e ele implica muito com ela.
                No livro tem outros personagens como:
Camila – Uma menina que está acima do peso, por causa das constantes brigas de seus pais, e é uma menina muito inteligente.
Patricia – Uma menina super desligada vive no mundo da lua, e sempre chega com um conversa que não tem nada haver com o assunto ela parece muito comigo kkk.
Morgana – Uma menina roqueira, muito irônica, muito rica, mas é humilde.
Mauricio – Como já diz o nome dele mesmo, é um mauricinho, rico, e muito fútil, acha que o mudo gira ao seu redor, Maria tem uma quedinha por ele.
Pedro – Um menino muito inteligente, mas ser amigo de Camila.
                O livro é tem como público alvo crianças de 11 a 13 anos, mas isso não quer dizer que você não poder aproveitar a leitura, ela é engraçada, eu gostei muito, e eu recomendo.

Editora: Novo Século
Páginas: 101

01/08/2012

de de

Almakia

 Sinopse:
            Em um mundo onde existem pessoas com capacidades extraordinária vivendo em uma sociedade abastada e preconceituosa, desde pequena Garo-lin foi uma garota deslocada: uma vilashi frequentando o exclusivo Instituto Almaki Dul' Maojin. Mesmo sendo tratada como uma simples e inevitável pedra no caminho dos orgulhosos almankis, engole todo o seu senso de justiça, tendo por único objetivo terminar sua educação e voltar para a sua vila. Porém , devido a um incidente, ela se vê presa as circunstâncias e, dali por diante, todo o seu destino esta nas mãos dos temidos Dragoes Almakia.

Em Breve resenha no blog, a autora falou que vai mandar o livro ;)

Blog do Livro: almakia.wordpress.com
Skoob: skoob.com.br/ livro/224923-a-vilashi-e-os-dragoes
Pra Comprar: modoeditora.com.br/loja/almakia-1-a-vilashi-e-os-dragoes

LINK-ME

Amanda's Tale - Livros
 

REDES SOCIAIS

FOLLOW