14/10/2015

de de

Diana Scarpine - Entrelace

Sinopse: Entrelace: Caminhos que se cruzam ao acaso - Um homem. Uma mulher. Aparentemente desconhecidos, separados por quilômetros de distância, mas unidos pelo amor ... Destinos entrelaçados pelo acaso, mas implacavelmente afastados pelo preconceito... Amor e preconceito digladiando-se num profundo e intenso embate... Será o amor capaz de vencer o preconceito? Ou o preconceito será capaz de subjugar o amor presente no coração de uma mulher?

            Olá queridos leitores, tudo bem? Eu sei que há muito tempo não posto resenha de livro, mas, não tem como eu postar algo que eu não estou fazendo, né? Sim, eu ainda continuo meio atarefada, mas sempre dou um tempinho para o blog, porém leitura tá ficando meio complicadinho.
            Hoje eu venho trazer a resenha do livro entrelace da autora parceira do blog, já tem bastante tempinho que a mesma me mandou, entretanto, a grossura me assustou por um tempo rs. Parando com assuntos aleatórios, vamos conversar sobre o livro?
            Entrelace narra a estória de um casal que namoram virtualmente e nunca tiveram um contato físico, com o relacionamento duradouro decidem se conhecer, mas o inesperado acontece. Carol descobre que seu amado Henri é cadeirante e a partir daí começa a humilhação por parte dela.

“– Mas os tetraplégicos não são aqueles deficientes que perderam os movimentos do pescoço para baixo? Você é todo troncho, mas movimenta os braços e as mãos – perguntei e, ao perceber que tinha sido bastante grosseira ao me referir a ele como troncho.”

            A todo o momento Henri é gentil com sua amada, mostrando sempre carinho e admiração pela mesma, mas, a recíproca não é verdadeira, Carol não entende que ser cadeirante não é um defeito e sim uma fatalidade, pois ninguém escolhe em uma cadeira de rodas ou sofrer preconceito, mas a intolerância dela chega muito vezes ao extremo.

“Quando ao comportamento de Henri, embora desse graças a Deus por ele não ter me demitido, não entendia por que ele não o tinha feito.”

            O que a protagonista não imaginava é que através da com vivência poderia surgir um sentimento, será que o amor e o preconceito pode andar de braços dados?
            O que eu achei? Não apreciei tanto a leitura, eu acredito que acima de qualquer coisa devemos respeitar o próximo, ninguém é obrigado a ficar com ninguém, mas também você não deve humilhar as pessoas por cor, gênero ou deficiência.
            Achei que o Henri parecia “a mocinha” da estória, que mesmo sendo humilhado corre atrás do seu amor, porém, a protagonista desrespeitava muito o Henri e eu queria que o enredo fosse para o outro lado e ela sofresse sem ele.
            Eu particularmente gostei muito do ponto de vista do Henry sobre a sua deficiência e sobre a sua liberdade, e a gente acaba refletindo com o que ele fala, pois ele superou os obstáculos que a vida interpôs. E claro, que eu o admirei e me apaixonei por sua força e coragem.
            A diagramação do livro é bem simples, as folhas são brancas, a leitura flui de uma maneira suave e agradável, por ser grossinho eu acabei demorando alguns dias para terminar de ler.
            Será que o amor supera tudo? O que vocês acham? Espero que tenham gostado, que estejam sempre acompanhando o blog, beijos, até o próximo post.


Título: Entrelace
Editora: Baraúna
Edição: 1° - 2012
Gênero: Romance
Avaliação: 3/5
Páginas: 660
ISBN: 978-85-7923-612-9

0 comentários:

Postar um comentário

Seja bem-vindos ao Amanda's Tale, deixe seu recadinho, que é um prazer ver a opinião de vocês, eu não repondo por causa do layout do meu blog, mas se tiver um blog é só deixar o link abaixo da mensagem que você poderá ter certeza que retribuirei a visitinha.

Beijos,
Volte Sempre!

LINK-ME

Amanda's Tale - Livros
 

REDES SOCIAIS

FOLLOW