20/09/2015

de de

Coluna: Cultura na TV - A Jovem Rainha Vitória


            Olá pessoal, tudo bem? Hoje venho trazer uma nova coluna que é Cultura na TV onde vou trazer series ou filmes que traz temas históricos ou educativos, e para inaugurar essa coluna venho falar sobre o filme: A Jovem Rainha Vitória.

Dominada por sua mãe possessiva (Miranda Richardson) desde criança, a jovem Vitória (Emily Blunt) se recusa a conceder a ela a regência nos últimos dias de seu tio, William IV (Jim Broadbent). O maior interessado em que isto ocorra é John Conroy (Mark Strong), companheiro da mãe de Vitória, que sabe que perderá poder e prestígio tão logo ela alcance a maioridade e assuma a coroa inglesa. Pouco antes de ser coroada, Vitória se aproxima de Albert (Rupert Friend), príncipe da Bélgica, que se afeiçoa a ela. Após ser coroada ela passa a ser cortejada pelo lorde Melbourne (Paul Bettany), primeiro ministro da época. Dividida entre Melbourne e Albert, Vitória se vê diante de uma crise institucional devido à sua interferência nos assuntos políticos do país.

            A rainha Vitória passou por muitas dificuldades para chegar ao trono e até mesmo depois de chegar, havia muita jogatina para poder roubar o trono da mesma, no filme mostra a mãe de Vitória juntamente com seu amante tentando obrigá-la a assinar um papel passando o trono para o amante da mãe.
            Mesmo sendo jovem Vitória nunca caiu nessas artimanhas e permaneceu firme e forte nos conceitos de não assinar, passando o tempo, Vitória acabou assumindo o trono muito jovem por seu tio ter falecido, e o jogo de poder aumenta, todos querendo influenciar as atitudes da jovem rainha.


            No filme vemos o amigo confiável de Vitória influenciando-a para que a mesma acabasse contatando todas as esposas do partido político dele como damas de honra. Quem a ajudará a ser mais forte e menos maleável será o príncipe Albert, que a principio vem com o intuito de cortejá-la para assim também manipulá-la. Mas aos poucos os dois jovens vão se apaixonando e vivendo um amor cheio de brigas e momentos fofos.


            No começo de seu reinado a rainha Vitória sofreu vários atentados, por causa da influência que muitas vezes ela vivia, em uma dessas vezes ela quase levou um tiro, porém o príncipe Albert entra na frente, por sorte o atirador tinha uma péssima mira e não o acertou, mas, no filme para dar um drama o príncipe Albert é atingido, mostrando assim o amor dele pela jovem rainha.
            E gostei do filme, pois ele é baseado em fatos reais, mas enfoque dele acaba sendo o romance e não tanto o governo de vitoriano. Vitória teve o maior reinado de todos os tempos e juntamente com seu marido príncipe Albert modificaram muitas coisas na Inglaterra como o: progresso pacífico (Pax Britannica), importante empresa planetária (trazendo assim um maior comércio e industrialização). Foi também uma época muito rígida, moralista e com muito domino político. Para mais informações é só clica aqui, pois algumas informações foram tiradas desse site.
            Também para todos os que se interessaram pelo filme, abaixo vou deixar vocês assistirem o filme, e depois me digam o que acharam ok?



            Espero que vocês tenham gostado que estejam sempre acompanhando o blog, beijos até o próximo post.

0 comentários:

Postar um comentário

Seja bem-vindos ao Amanda's Tale, deixe seu recadinho, que é um prazer ver a opinião de vocês, eu não repondo por causa do layout do meu blog, mas se tiver um blog é só deixar o link abaixo da mensagem que você poderá ter certeza que retribuirei a visitinha.

Beijos,
Volte Sempre!

LINK-ME

Amanda's Tale - Livros
 

REDES SOCIAIS

FOLLOW