04/10/2013

de de

Entrevista: Elton Moraes

            Olá queridos leitores, tudo bem? Depois de muito tempo, decide fazer mais uma entrevista, com o escritor Elton Moraes, de 17 anos, que tem seu livro, “Crônicas de Onyx”, publicado pela editora Dimensões Ficção, então abaixo vocês terão as perguntas que foram feitas para o escritor. Espero que gostem!

Primeiramente, é um prazer responder as questões. Acho importante que haja essa interação entre autor/leitor, então fico muito grato pela oportunidade!

1. Quando que você percebeu que queria ser escritor?

Desde criança eu gosto de escrever. Criava pequenas histórias. Até me juntei com um amigo, com o qual escrevemos o conto mais maluco que já vi na vida! Mas tudo começou mesmo foi com meu curso de música. "Como assim?", eu explico. Na aula, eu devia escrever músicas. Comecei a treinar a escrita. Gostei do negócio e passei a escrever poesias. Então começaram a surgir as primeiras ideias para histórias. Foi então que pensei "eu vou escrever um livro!", e desde então não parei mais.

2. Quais escritores você se expira para fazer seus livros? E quais são os seus escritores favoritos e por quê?

Para a série Crônicas de Onyx minha maior fonte de expiração é Philip Pullman. Acho sua trilogia Fronteiras do Universo uma das melhores obras já escritas, foi o que me deu o pontapé inicial. E também outra fonte de inspiração é o grande Rick Riordan. O seu jeito leve de escrever e sarcástico me instigou com outra série que estou desenvolvendo, Maxon Carter - que está programada para o lançamento do primeiro livro ano que vem!
E além dos citados acima, citarei como escritores favoritos dois nacionais: Josy Stoque, com sua escrita divina, intensa, arrebatadora. Além de uma grande amiga, é minha ídola! E outro é Eduardo Spohr, o cara sabe mais de anjos do que qualquer outro que eu já tenha visto. Tenho todos os seus livros e não pretendo deixar de lê-lo tão cedo!

3. Como surgiu a ideia para o livro “Crônicas de Onyx”?

Crônicas de Onyx surgiu do primeiro livro que eu escrevi. Nesse livro o protagonista viajava para outro mundo. Entretanto, o livro não era grande coisa, era meu primeiro escrito. Contudo, a ideia de Onyx continuou pulsando e se desenvolvendo em minha cabeça. Até que um dia surgiu o primeiro livro, O Guardião Imperial, em minha mente e resolvi por no papel.

4. Quem ti incentivou a carreira de escritor? Já pensou em desistir em algum momento?

Em minha família há pouquíssimos leitores. Não sei exatamente de onde surgiu a ideia de ser escritor, simplesmente surgiu, como se já estivesse lá em minha mente, porém escondido em um canto, esperando o momento certo. E, no entanto, quando disse "vou ser escritor" meus parentes ficavam tipo "ah, que legal" ou "interessante", com aquele ar de pouco caso. Então não tive muito incentivo. Mas hoje o negócio é diferente, viram que não estou brincando, e o apoio se tornou muito mais presente. Sou-lhes grato por finalmente acreditarem em mim!
E sim, já pensei várias e várias e várias vezes em desistir. Ser escritor é complicado. Por inúmeras vezes passei por crises existenciais e quis mandar todos os meus livros pra... lixeira. Mas o sonho sempre fala mais alto. Ainda quero ser reconhecido pelo que faço, e tão cedo não desistirei!

5.  Foi difícil para você conseguir publicar seu primeiro livro?

Foi e não foi. Explico. Pras cinco primeiras editoras que enviei meu original, recebi resposta apenas de duas: "Não". Ok, isso é normal, muito normal. Então coloquei meu livro lá no Clube de Autores, foi minha porta de entrada, minha primeira divulgação. E foi onde fui primeiramente encontrado por uma agente literária. Depois dela, fui descoberto por outro agente. Fui apresentado a editores da minha atual editora, com a qual acabei fechando contrato. Mas tenha uma certeza em mente, você provavelmente receberá muitos não e poucos sim, mas nem por isso deve-se desistir. Insistir é a palavra chave de um escritor.

6. Qual é o seu maior sonho?

Ser best-seller nacional, no mínimo. Ponto. Hehe.

7. Uma dica para os autores que estão buscando editoras para a publicação de seu livro.   

Acredite em seu potencial e no seu trabalho. Tente chamar a atenção antes mesmo de publicar sua obra. Peça para que alguém leia, faça uma crítica. É sempre importante ter a opinião de uma segunda, terceira ou quarta pessoa. Não desista, o caminho é árduo, mas nem por isso impossível. Se uma editora dizer não, siga para a próxima, e para a próxima, e para a próxima. Uma vez ouvi uma escritora dizer que "se você gostou de escrever seu livro, alguém vai gostar de lê-lo". Então, desistir? Nunca!

Deixo aqui meu muito obrigado pela entrevista. Abraço!

2 comentários:

  1. Obrigado pela entrevista, foi um imenso prazer lhe responder.
    Forte abraço! *--*

    ResponderExcluir
  2. Olá, Amanda, parabéns pela entrevista. O Elton é o escritor mais fofo que eu tive o prazer de conhecer. Desejo todo o sucesso do mundo, que você persevere e acredite em seus sonhos, porque eles são possíveis. Beijos <3

    ResponderExcluir

Seja bem-vindos ao Amanda's Tale, deixe seu recadinho, que é um prazer ver a opinião de vocês, eu não repondo por causa do layout do meu blog, mas se tiver um blog é só deixar o link abaixo da mensagem que você poderá ter certeza que retribuirei a visitinha.

Beijos,
Volte Sempre!

LINK-ME

Amanda's Tale - Livros
 

REDES SOCIAIS

FOLLOW